Consequências do Álcool

Apesar de liberado e das muitas campanhas a respeito do alcoolismo, o álcool continua sendo um problema social. Seu consumo em excesso e prolongado acarreta problemas individuais e coletivos devido aos efeitos que atingem a saúde e alteram o comportamento. Alguns desses efeitos são apontados neste artigo:

O sistema nervoso sofre alterações em decorrência do uso do álcool. Perda de memória momentânea, durante a embriaguez, é comum entre jovens e pessoas que estão iniciando a terceira idade. Isso, porque, o álcool inibe alguns dos sistemas de memória, o que impede que a pessoa se lembre de fatos ocorridos enquanto estava embriagada.

Além da amnésia, o álcool pode causar outros problemas psiquiátricos: euforia, depressão, ansiedade por abstinência, delírios e alucinações e comportamento desajustado. Em consequência desses efeitos é que surgem problemas como brigas por qualquer motivo, acidentes de trânsito, suicídios, entre outros.

O sistema gastrintestinal também é atingido pelo álcool e sofre sérias consequências: inflamação no esôfago e no estômago, o que pode gerar sangramento, enjôo, vômitos e perda de peso. Outro problema, ainda mais grave que esses, é a contração de cirrose que não tem cura e pode se tornar fatal, se não for tratada.

O alcoólatra está mais propenso a desenvolver qualquer tipo de câncer, devido ao enfraquecimento dos órgãos e baixa na imunidade do organismo. O coração também sofre os efeitos do álcool, que pode provocar lesões que dão origem a arritmias e outros problemas como trombos e derrames.

Outro problema muito grave que surge em decorrência do uso excessivo do álcool é a desestrutura familiar. O comportamento do alcoólatra, muitas vezes, é agressivo, alterado e irracional, gerando brigas, discussões e causando mágoas entre os familiares.

Devido à gravidade de todas essas consequências do uso do álcool, é preciso que o vício e a dependência sejam evitados.

O primeiro passo deve ser a consciência do próprio dependente de que existe um problema que está não prejudicando apenas a si próprio, mas todos à sua volta. Em seguida, buscar ajuda médica é indispensável.

Tendo tratado a dependência, é preciso que a saúde seja acompanhada de perto por profissionais especializados, para verificar se existe possibilidade de reverter os efeitos do álcool. Um plano de saúde pode facilitar esse processo, oferecendo acompanhamento médico frequente e mantendo sob vigilância a saúde do alcoólatra. Esse cuidado pode, ainda, evitar que hajam recaídas por parte do paciente, muito comum entre as pessoas que já sofreram algum tipo de dependência química.

 

Tags: , , , , , , , , , ,

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

{ 2 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Cirrose: principal causa de mortes | i-Planos de Saúde | i - Planos de Saúde
  1. Tratamento contra alcoolismo sem abstinência | i-Planos de Saúde | i - Planos de Saúde

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>